BANNER-B2U
BANNER-B2U

Ao longo deste artigo blog, serão abordados os temas do primeiro episódio B2U. B2U - Business to You, um evento digital caracterizado pela acessibilidade, dinâmica e informação; será realizada uma conversa digital todas as semanas com o intuito de solucionar problemas empresariais através de métodos digitais.

Neste episódio foram abordados os seguintes pontos: 

5 BENEFÍCIOS QUE UM SITE PODE TRAZER

PARA QUE É QUE UMA EMPRESA PRECISA DE WEBSITE?

IMPORTÂNCIA DA SEGMENTAÇÃO DE CLIENTES

B2U EM VÍDEO

5 BENEFÍCIOS QUE UM SITE PODE TRAZER

Já se perguntou para que é que a sua empresa precisa de um site próprio? Conheça 5 benefícios que um site pode trazer, da exposição da marca ao aumento em vendas!

Se já se perguntou porque qual a necessidade de ter um website, podemos refletir, o seguinte: conhece alguma marca/empesa de sucesso que não tenha um site próprio?

Independentemente do tipo de segmento, local ou tamanho, um website é um ponto comum entre a maioria dos negócios de sucesso. Ter um website próprio é o sinónimo de ter uma pegada digital mínima que a sua empresa precisa.

Abordando algumas das vantagens que um website com um dominio próprio pode trazer para a sua empresa. Antes mesmo que possa já pensar que não precisa, falemos de 3 objeções mais comuns e partilhadas entre empresas.

Vivemos num mundo de redes sociais e mesmo assim cada vez mais as empresas perguntam-se, para quê?

1ª Objeção: "Tenho um negócio local, para quê ter um website se não vendo pelo a internet?"

É correto afirmar que fazer vendas é uma das possibilidades que a empresa pode aproveitar a partir de um website. Por outro lado, é incorreto afirmair que um website só serve para esse propósito. Mas se todas empresas tivessem essa mentalidade TODAS as páginas da internet teriam como propósito comercializar produtos ou serviços, e se refletirmos não é bem assim, muitos sites que visitamos nem têm o intuito de vender.


Se o seu negócio for local, exemplos como, um escritório de advocacia, um estúdio de arquitetura ou um restaurante italiano, logo, o website pode ser utilizado com o intuito de atrair clientes e de se relacionar com o seu público-alvo, criando um laço de comunicação com potenciais visitantes.

Já todos fizemos pesquisas no Google com o intuito de encontrar soluções e serviços para diversos problemas. Portanto, quando alguém procura por "advogado para leis de trabalho Porto", "arquitetos Lisboa" ou "restaurante com comida italiana Braga", um website próprio passa muito mais autoridade para a pesquisa inteligente.

Outro fator igualmente importante: um website próprio transparece uma imagem mais profissional ao utilizador ao invés de aceder diretamente a uma morada física e um contato telefónico. Neste caso em particular, um website funciona como um primeiro canal de comunicações entre o seu negócio e o seu público-alvo. E é conhecimento geral que uma boa primeira impressão é fundamental para que um utilizador se converta efetivamente num cliente futuro.

2ª Objeção: "A minha empresa é pequena, porque preciso de um website?"

Porquê? Por esse mesmo motivo. Ter um website é um passo fundamental e gigante para iniciar uma estratégia de Inbound Marketing, com resultados bastantes eficazes para oferecer um tração inicial para alavancar microempresas e startups.


Enquanto o Marketing tradicional precisa de um alto investimento no início, o Marketing Digital permite um investimento mais baixo e certamente oferece um melhor Retorno sobre o Investimento (ROI), uma vez que é simples analisar o resultado de todas as ações.

O Inbound Marketing é então uma forma interessante e considerado o catalisador a serem introduzido na sua empresa no mercado, uma vez que fica cada vez mais difícil competir com grandes empresas e já com técnicas de Marketing consolidadas.

3ª Objeção: "Eu já tenho uma página no Facebook, qual a necessidade de um website?"

Claro que não podemos desvalorizar uma página do Facebook, pois é outra ferramenta fundamental. Contudo, um canal não substitui o outro. Além que sem um website com um domínio próprio fica absolutamente ineficaz realizar campanhas de Email Marketing, que são consideradas pela ERP24 como a forma mais eficiente e eficaz de criar um relacionamento com os clientes e gerar Leads.


No final das contas, para onde vão levar os vossos Leads, para o vosso website ou para uma página nas Redes Sociais onde a informação é completamente dispersa e momentânea? Fazendo uma analopgia , onde gostavam de reunir com os seus clientes de modo a fechar negócios importantes? Na vossoa própria loja ou num mercado de rua, onde já tem diversos concorrentes que estão constantemente a chamar à atenção - e até mesmo os seus próprios concorrentes diretos a pagar para ter atenção (com anúncios, por exemplo).

Nós (ERP24) consideramos as redes sociais como excelentes canais para gerar tráfego e para criar um primeiro contacto. Contudo, deve-se olhar para as redes sociais como um acréscimo à estratégia de Marketing Digital, mas não como canal principal.

PARA QUE É QUE UMA EMPRESA PRECISA DE WEBSITE?

Agora que sabe as objeções mais comuns entre empresas que ainda estão de "pé atrás" em ter um website, serão abordados 5 motivos que fomentam a decisão de ter um website e todas as vantagens associadas ao mesmo.

1º Motivo: Para a empresa ter Visibilidade

A sua empresa até pode ser a melhor , ter o melhor atendimento do mercado e oferecer um produto de altíssima qualidade. Mas "de que adianta" tudo isso quando novas pessoas não encontram o que vocês fazem em concreto, afim de solucionar os seus problemas.

Ter um website é a forma mais simples/económica para serem encontrados hoje em dia . Sendo o principal canal de pesquisa que alguém use quando tem alguma "dor", é o Google, e se esse mesmo alguém tiver uma  "dor" no vosso nicho a sua empresa talvez nem seja sugerida na primeira página.

E então se a pesquisa for diretamente sobre a sua empresa, é importante ter um website otimizado e apelativo visualmente para que o primeiro resultado dessas pesquisas seja com um link direto para si. Agora, se a pesquisa for sobre um problema que o seu cliente esteja a passar, é de extrema importância ter bons conteúdos (FAQ, "Frequently Asked Questions", Perguntas Frequentes) e um bom blog para que, a sua empresa esteja sempre à frente da concorrência.

2º Motivo: Para ganhar relevância e autoridade no Mercado

Pensemos então, que o cliente encontrou duas soluções para um problema, uma numa página do Facebook e outra num website próprio, onde acha que o cliente iria confiar? Na solução de uma página do Facebook ou numa página de Website próprio?


Sem causar desmerecimento para as redes sociais - e como foi referido, estas têm um papel fundamental na estratégia de Marketing Digital. O que queremos dizer é que, um website é muito mais personalizável, credível e profissional do que ter um perfil social.

Com um website, a sua empresa detém de mais ferramentas para promover o seu produto. Além de que, ao criar conteúdo é possivel "provar" aos seus clientes que são mais "experts" no assunto e com mais capacidade técnica para ser a solução dos problemas a serem atualmente enfrentados.

3º Motivo: Para expandir o Negócio

Qual o objetivo do seu negócio? Tem planos de extensão? Uma das missões do Bitrix24 é mesmo alavancar as empresas a terem um crescimento previsível e escalável por meio do Inbound Marketing.


E para esse fim, o Bitrix24 nativamente aplica uma metologia que ajuda milhões de clientes. Contudo o potencial máximo a atingir só será possível se as empresas investirem no Marketing Digital, incluindo um website próprio. Para adquirir mais clientes, é necessário mais Leads para alimentar o seu funil. E naturalmente gerar mais leads, precisa de mais visitantes. E para adquirir mais visitantes, precisa de um website como cartão de visita.

O website é, muitas vezes, o primeiro canal de contacto entre a sua empresa e o seu potencial cliente. O Inbound Marketing permite que os clientes cheguem até si ao invés de irem atrás deles. A longo prazo, é um processo vantajoso.

4º Motivo: Para relacionar com a audiência

Atualmente o consumo de internet diário e pesquisar online sobre produtos e serviços é um hábito consolidado e que teve bastantes mudanças.


É normal que o consumidor pesquise sobre a sua marca/negócio ou sobre o problema que tem com o intuito de procurar a solução na Internet antes mesmo de tomar a decisão de compra. Há várias formas de manter um relacionamento com o seu público no seu website, tal como:

Publicar artigos num blog ou outros canais de comunicação com materiais ricos para resolver problemas que a audiência enfrenta;

Responder aos comentários dos Clientes em posts nas redes sociais;

Criar uma base de dados de Perguntas Frequentes (FAQ);

Gravar e/ou fazer live streams de conteúdos e disponibilizar online para os clientes;

Ter um chat ao vivo (em tempo real) para comunicar com os clientes.

Apesar de só terem sido citadas 5 maneiras, há muitas outras possibilidades. O importante, é ter a noção que o seu website é como se fossem o seu escritório virtual, por isso cada visitante deve ser tratado como se estivesse a visitar a vossa empresa.

5º Motivo: Para vender

Através das boas práticas da metodologia do Inbound Marketing, depois de atrair, converter e relacionar e por fim vender.


Qual o papel do seu website nesta etapa? Em relação às vendas, o seu website pode ser útil tanto vendas consultivas, como para vendas self-service, como é o caso de e-commerces.

Se a sua venda tem como foco venda consultiva, o website é um apoio claramente ao vendedor na hora de fechar o negócio com o cliente, por isso é fundamental ter uma área dedicada às soluções e os desvidos preços dos seus produtos.

Se a venda for self-service, um site ajudará a dar dimensão ao vosso negócio porque permite aos clientes que façam a compra onde e quando estiverem mais confortáveis, pois, não importa se é feriado de Páscoa ou se são 4 horas das manhã. A internet nunca "fecha". Ou seja, com uma loja online, vocês não precisam de se limitar ao horário comercial.

IMPORTÂNCIA DA SEGMENTAÇÃO DE CLIENTES

Atualmente, e cada vez mais, clientes e consumidores procuram uma experiência de compra personalizada. Ou seja, para as empresas isto significa que quanto melhor conhecerem os seus clientes e potenciais clientes (buyer persona) e as suas jornadas enquanto compradores, maiores são as hipóteses de lhes oferecer conteúdo relevante que vai de encontro às suas expectativas. E isto só é possível, através da segmentação.

Mas o que é a segmentação?

De uma forma bastante simples, dir-se-ia que a segmentação de clientes é o processo de transformar grandes grupos de pessoas em pequenos grupos, de acordo com os seus comportamentos, dados demográficos e interesses em comum.


A partir daí, é possível oferecer uma experiência de compra "individualizada" a cada um desses grupos, através de conteúdo relevante para os aspetos que têm em comum.

Importância da Segmentação na estratégia de Inbound Marketing

Cada vez mais a segmentação das audiências aparece como um dos fatores principais no Inbound Marketing. Afinal, quanto mais informação se tiver relativamente a um cliente maior há mais chances de personalizar a sua experiência de compra de acordo com as suas preferências, o que é muito mais eficaz do que tentar chegar a toda a gente (incluindo pessoas que, obviamente, não têm qualquer interesse nos seus produtos).


O objetivo não é ganhar mais tráfego global mas ao contrário, trata-se de ganhar tráfego de pessoas predispostas / suscetíveis a comprar os seus produtos, criando assim o nicho. E, isso só é possível através da segmentação.


Através da segmentação poderão:

Distinguir os vários tipos de público-alvo;

Personalizar o conteúdo de acordo com os interesses desse público-alvo;

Ir de encontro às suas necessidades específicas o que abre um canal de comunicação com esses clientes / potenciais clientes;

Construir uma relação de lealdade baseada em conexões relevantes feitas durante a jornada do comprador;

Acelerar o processo de compra.

Como se segmenta o público-alvo?

São várias as estratégicas de segmentação. Desde as básicas - que se baseiam em dados demográficos como a localização, a idade, a profissão, etc. - até às mais complexas que se prendem como segmentar a audiência através dos interesses comuns ou com os estados na sua jornada de comprador.

B2U EM VÍDEO

Nós usamos cookies
Preferências de cookies
Abaixo, você pode encontrar informações sobre os propósitos pelos quais nós e nossos parceiros usamos cookies e processamos dados. Você pode exercitar suas preferências de processamento e/ou ver detalhes nos sites dos nossos parceiros.
Cookies analíticos Desativar tudo
Cookies funcionais
Other cookies
Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Saiba mais sobre nossa política de cookies.
Informações I understand
Cookies